Arquivo da Categoria ‘Geral’

Por Adalberto Moreno

Uma recente disputa por terras virou caso de polícia no município de Jeremoabo-BA. Os próprios assentados do Alagoas/Pedra Branca, localizado na região da Sirica, denunciaram que um grupo tentou ocupar uma faixa de terra que está destinada às famílias que já vivem na comunidade. Segundo os assentados, o grupo chegou a desmatar uma pequena parte, mas foi impedido pelas autoridades e teve que deixar o local.

Na quarta-feira (06) o Incra emitiu a seguinte nota:
A Superintendência Regional do Incra na Bahia informa que o assentamento Alagoas/Pedra Branca, situado no município de Jeremoabo, foi criado em 2013 e possui 25 famílias beneficiárias da reforma agrária.


Diferente de algumas notícias divulgadas na região, o Incra esclarece que as famílias que vivem nessa área não são sem-terra e, sim, assentadas, com seus registros devidamente inscritos do Sistema de Informações de Projetos de Reforma Agrária (Sipra)

Acrescenta-se ainda que as terras do assentamento pertencem ao Incra e à União. Desse modo, crimes cometidos contra a área poderão ser investigados pela Polícia Federal.

Salvador, 6 de fevereiro de 2018

Atenciosamente,
Assessoria de Comunicação Social do Incra/BA

Por Lílian Symaia (DRT/BA 2358) – Um grande evento marcará o lançamento do livro Fiapos de Inspiração, que promete ser como o próprio nome sugere uma inspiração para os leitores. O lançamento acontecerá na próxima sexta-feira, 08, às 19h, na Câmara de Vereadores de Jeremoabo, que contará com a participação de pessoas de vários municípios da região e também de outros Estados. O que chama atenção neste livro, além do layout delicado e agradável, é que a ideia do livro surgiu de um Juiz de Direito. Isso mesmo. É comum, vermos livros escritos por Juízes numa linha mais dentro da área jurídica, mas nessa área mais poética é raro. Conversamos com o autor, o Juiz Antonio Henrique da Silva, sobre essa experiência que está sendo concretizada com a participação de mais duas autoras convidadas: Ana Rosa Varjão, que é de Jeremoabo e atualmente está no Departamento de Cultura da Prefeitura Municipal, e Francis Vitorino que é estagiária de Direito na Comarca de Feira de Santana.  O livro também nasce com um bonito propósito: 30% (trinta por cento) do que for obtido com a venda do livro será destinado para a manutenção da Associação Solidária da Infância e Adolescência do Sertão Baiano (ASSIASB), entidade sem fins lucrativos e visa garantir que crianças e adolescentes tenham direito de brincar e terem acesso a esporte, lazer, recreação e cultura, conforme prevê o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Confira a entrevista:

Não é muito comum um Juiz de Direito lançar livro de poesias, visto que se interessam por outros temas. Como surgiu essa vontade de escrever poesias? Esse livro especificamente como surgiu?

Dr. Antonio Henrique – Na realidade, a atividade jurídica é uma atividade de certa forma estressante, especialmente quando a gente atua nas varas criminais, que é uma vara que a gente lida, na maioria das vezes, com o que chamamos de escória da sociedade. São pessoas que cometem crimes dos mais diversos e vêm para o Judiciário para responder por esses crimes. E aqui na Comarca de Feira de Santana comecei a vê-la como um laboratório para a criação artística, cultural, a criação literária, a poesia. Eu comecei transformando histórias de vida de pessoas que chegavam ao Judiciário para responder por processos em poesias, retratando relatos de sofrimento e de frustrações, e assim surgiu a ideia. Inicialmente eram poesias soltas; algumas foram publicadas pelo Tribunal de Justiça; isso foi crescendo, e aí me deparei com uma estudante, que estagia na vara onde trabalho, com um material poético também. Depois em uma viagem até Jeremoabo reencontrei a Ana Rosa Varjão, que foi a criadora do hino do projeto Criança Brincando e se Transformando, uma senhora de um talento que precisa ser valorizado, especialmente pela comunidade jeremoabense.

Como nasceu o título desse segundo livro?Dr. Antonio Henrique – O termo tem origem no livro FIAPOS, que escrevo desde o ano de 2007, que aborda o tema relativo aos desvios de conduta do ser humano ao longo de sua trajetória e a tentativa de mostrar ser o que

efetivamente não é. Fiapos, pedaços do que se vivencia, trechos que nos surgem a qualquer momento. Aqui os Fiapos são de inspiração.  São vários contos, textos, demonstrações de situações que foram vivenciadas.

 O que as pessoas podem esperar deste livro?

Dr. Antonio Henrique – As pessoas vivenciarão situações onde se buscou alcançar a alma do ser humano. As poesias são baseadas em fatos concretos e em abstrações. Os fatos concretos vivenciados, são tensos, são marcantes. Viajar nesse mundo poético nosso é uma bela viagem, em situações que se virão nessas histórias contadas. E as pessoas poderão ver não apenas a qualidade gráfica, mas também de textos.

Dr. Antônio Henrique

Ana Rosa



Francis Vitorino

Obra do Lote 2 da BR-235/BA tem ação para preservação da Caatinga

Postado por Adalberto Moreno em 1 de fevereiro de 2019

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) trabalha para a conclusão da implantação e pavimentação do Lote 2 da BR-235/BA. Atualmente, entre Jeremoabo (BA) e Canché (BA), a construtora Top Engenharia, executora da obra, realiza o serviço de terraplanagem em alguns pontos da rodovia, assim como a abertura de áreas na faixa de domínio. Restam apenas 12 dos 77,60 quilômetros de todo o Lote para serem asfaltados.

Com o intuito de preservar a fauna e a flora local, a Gestão Ambiental da BR-235/BA, executada pela Universidade Federal de Viçosa (UFV), acompanha as atividades de supressão de vegetação da obra. Na semana passada, a equipe acompanhou as ações em parte de um fragmento de terra, com vegetação densa, no povoado Bananeirinha, único trecho do Lote 2 que a construtora ainda não tinha realizado a abertura de área.

A atividade começa com o afugentamento e resgate da fauna. Animais de diversas espécies são afugentados ou capturados e soltos em áreas seguras para sobreviverem, de preferência em locais com passagem de água. Além disso, o acompanhamento, que é realizado pelo Subprograma de Supressão de Vegetação, realiza ações de orientação, controle e acompanhamento da limpeza vegetal.

O Subprograma que controla a supressão também faz o levantamento florístico da área a ser suprimida, além de orientar os operários a forma mais adequada de fazer a supressão vegetal. É realizado ainda o resgate de espécies vegetais nativas para posteriormente serem plantadas nas áreas degradadas.

“A limpeza vegetal é inevitável para a conclusão do empreendimento. Nosso acompanhamento evita que espécies da fauna e flora morram durante as atividades de abertura de área. O objetivo destas ações é minimizar os impactos relacionados à supressão de vegetação nos trechos de interferência das obras de pavimentação da BR-235/BA” acrescenta Jéssica Vieira, bióloga responsável pelo Subprograma de Supressão de Vegetação.

No ano passado, a equipe já havia feito o levantamento das espécies vegetais de Caatinga ocorrentes nas áreas sem pavimentação do Lote 2. A intenção foi de guardar os dados levantados, que poderão ser utilizados nas ações de recuperação das áreas degradadas pelo empreendimento. Vale ressaltar que o trabalho tem importância para a preservação da Caatinga, que tem grande parte do seu patrimônio biológico exclusivo, não sendo encontrado em outro bioma do Brasil ou planeta.

O Subprograma também executa a coleta de sementes de árvores nativas para a produção de mudas e posterior distribuição em áreas de intervenção do empreendimento ou doação. A equipe da UFV, abrangendo a Supervisão e Gerenciamento Ambiental e a Execução de Programas Ambientais, acompanha os processos da obra, conforme o Termo de Cooperação, firmado com o DNIT.

Fonte: Gestão Ambiental da BR-235/BA – www.br235.com.br

A audiência acontecerá dia 14.12.2018 na Câmara Municipal de Vereadores de Jeremoabo

(mais…)

A entidade, que já possui seu corpo diretivo formado

(mais…)

Jeremoabo-BA: Comunidades Quilombolas realizam festa da Consciência Negra

Postado por Adalberto Moreno em 26 de novembro de 2018

Várias atividades marcaram o dia da culminância da Semana da Consciência Negra

(mais…)

Jeremoabo – BA: DNIT retoma atividades no Lote 2 da BR-235/BA

Postado por Adalberto Moreno em 21 de novembro de 2018

O trecho fica entre a sede e o distrito de Canché no município de Jeremoabo.

(mais…)

BR-235/BA: Trecho entre Carira/SE e Jeremoabo/BA está em fase de conclusão

Postado por Adalberto Moreno em 6 de novembro de 2018

Restando apenas 500 metros para serem asfaltados, o motorista precisa ter atenção no trânsito.

(mais…)

A entrega aconteceu no Auditório do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Jeremoabo

(mais…)

Parabéns Jeremoabo BA: verdadeiros 187 anos de emancipação política

Postado por Adalberto Moreno em 25 de outubro de 2018

Retificar a nossa história é dever de honra!

(mais…)

Publicidade