Governo anuncia concurso para 2,8 mil vagas na PM e Corpo de Bombeiros

Postado por Adalberto Moreno em 15 de dezembro de 2016

Edital trará ainda vagas para 750 soldados do Corpo de Bombeiros, além de 60 oficiais da PM, 30 oficiais Bombeiros, 20 oficiais médicos e dez odontólogos

PM BaO governador Rui Costa anunciou nesta quarta-feira (14), durante o lançamento da Operação Verão, que será publicado no Diário Oficial do Estado desta quinta uma licitação para contratação de empresa para realizar um concurso para 2 mil vagas de soldados da Polícia Militar, 750 soldados para o Corpo de Bombeiros. Além disso, serão selecionados 60 oficiais da PM, 30 oficiais dos Bombeiros, 20 oficiais médicos e dez odontólogos.

O concurso será realizado em 2017. O governador anunciou ainda que vai enviar à Assembleia Legislativa um projeto para bonificação dos policiais militares que vão se aposentar. As provas e o treinamento dos aprovados vão ocorrer no ano que vem e os novos policiais começarão a trabalhar em 2018. O último concurso para a Polícia Militar da Bahia foi realizado em 2012.

“Nossa meta é que, em 2018, já teremos esses novos concursados reforçando o trabalho da PM e dos bombeiros”, disse o governador. Ao todo, serão 2.870 novos policiais para reforçar a segurança pública na capital e no interior do estado a partir de 2018.

A Polícia Militar não informa os locais onde o déficit de policiais é maior, mas assegurou que “a prioridade quando se formam novos policiais é atender as cidades onde há necessidade de incremento de efetivo.

Operação Tartaruga

Na primeira semana de dezembro, os policiais militares decidiram manter, até 31 de janeiro, a Operação Tartaruga, que diminui o ritmo das atividades do efetivo. Na época, o diretor da Associação de Policiais e Bombeiros e de seus Familiares (Aspra), Marco Prisco, havia dito ao CORREIO que os militares estão colocando suas vidas em risco devido ao baixo número do efetivo, entrando em locais violentos com menos de três policiais nas viaturas. “É necessário ter entre três e quatro homens na viatura para poder preservar a vida deles. A maioria está apenas com dois policiais porque o governo não contrata”, disse.

Prisco informou que a operação será mantida mesmo com o anúncio do concurso. “Durante a campanha eleitoral, o governador disse que o efetivo seria de 40 mil policiais, hoje temos cerca de 24 mil e bombeiros não chegam a 3 mil”, lembrou. No entanto, a assessoria da Polícia Militar informou que o número é de, aproximadamente, 32 mil policiais, entre ativos e internos (administrativos).

Ainda conforme o diretor, no ano passado 3.542 policiais foram para a reserva. “O governo não está nem repondo a perda, imagine aumento de efetivo. A média de aposentadoria por ano é entre 900 a 1.200 militares”, informou. Prisco acrescentou que no ano que vem a tendência é aumentar o número de aposentados, já que o governo estadual dará a Gratificação por Atividade de Polícia Militar (GAP). A PM informou que 300 militares se aposentaram no ano passado.

Fonte: Correio


Publicidade