Jeremoabo: CMSJB dá início ao programa Mais Educação

Postado por Adalberto Moreno em 4 de junho de 2013

A ausência de muitos pais denuncia a falta de compromisso da família com a educação dos filhos

colPor Adalberto Moreno

O Programa Mais Educação tem como objetivo ampliar a jornada escolar dos estudantes, contribuindo para o desenvolvimento de suas habilidades, competências e consequentemente, a melhora da aprendizagem. Após elaboração do edital e seleção dos monitores o Colégio Municipal São João Batista – CMSJB dá início às aulas do Programa Mais Educação. Aconteceu ontem, 03, no auditório do Colégio Municipal São João Batista a reunião com pais que tiveram seus filhos selecionados para participarem do  Programa Mais Educação. Apenas uma coisa nos causou espanto e indignação, dos 180 pais convidados para conhecerem o programa, apenas 54 compareceram. O que nos cabe pensar que a família realmente precisa desenvolver uma parceria mais forte com a educação. A diretora Rosa Maria falou sobre a importância do Projeto. “O programa vem para fortalecer a aprendizagem, pois garantirá a implantação do primeiro protótipo de sistema de educação integral para escolas públicas em Jeremoabo”.

 

O Colégio Municipal São João Batista oferecerá aos 180 estudantes selecionados oficinas de Letramento, Matemática, Teatro, Educação e Lazer (com ênfase no futsal, handebol e voleibol), e Rádio Escola. Agora imaginem os senhores, invés de ficar em casa, vivendo do ócio, os estudantes terão a oportunidade de permanecerem durante mais de 7 (sete) horas na escola, com atividades que nortearão esses estudantes, desenvolvendo diferentes habilidades e mesmo assim, a família não abraça a causa. Eu acredito que será preciso esclarecer por ordem quem sabe da própria justiça o papel verdadeiro da família. Pois permitir que o seu filho se engaje no programa vai além de mandá-lo para a escola, é preciso conhecer o programa, fortalecer a parceria com a escola, senão nem o próprio estudante terá confiança nas atividades propostas. Aproveitando a oportunidade, a direção da escola comunica que está iniciando as reuniões após término da I unidade a partir de hoje, seguindo o cronograma:

04 de junho – Pais de alunos do Fundamental I
05 de junho – Pais de alunos do 6º ano
06 de junho – Pais de alunos do 7º ano
Na próxima semana a reunião será nos dia 12 com 8º,9º e EJA, sendo os pais da EJA acompanhado pelos pais, pela necessidade.

Aproveitamos aqui para esclarecer aos pais que é dever da família o acompanhamento dos filhos na instituição em que escolheu para os seus filhos estudarem. E negligenciar um convite feito pela escola é crime. Segundo o Estatuto da Criança e do Adolescente,  Art. 5º Nenhuma criança ou adolescente será objeto de qualquer forma de negligência, discriminação, exploração, violência, crueldade e opressão, punido na forma da lei qualquer atentado, por ação ou omissão, aos seus direitos fundamentais.É uma das piores formas de violência porque é a omissão da família. É como se a criança deixasse de existir, passasse a ser um objeto.

 

De acordo com dados de uma pesquisa recente no site Portal Conselhos sobre crianças abrigadas, negligência é o principal crime que leva uma criança para um abrigo. O estudo, inédito no país, foi feito pela Fundação João Pinheiro (FJP), a pedido da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese) e detectou 4.730 crianças e adolescentes em 352 abrigos, em 178 cidades. 18,45% estavam nos abrigos por motivo de negligência dos pais ou responsável.

Negligência e abandono aparecem em segundo lugar no ranking de denúncias recebidas pelo Disque Direitos (0800 31 1119) no primeiro semestre deste ano (495). Só o crime de violência física intrafamiliar (565), registrou mais denúncias do que negligência e abandono.

Ainda segunda a diretora Rosa Maria, em reunião com os professores   que aconselharam a presença de alguém que pudesse esclarecer sobre o dever da família. O Juiz da Comarca de Jeremoabo, Dr. Antônio Henrique da Silva, que tem feito um trabalho em prol da criança e do adolescente, confirmou a presença em duas dessas reuniões do Colégio Municipal São João Batista, na próxima quarta-feira, 05/06 e no dia 12/06. E eu conselho aos pais que compareçam, tenho certeza que irão aprender muito. E filho é responsabilidade da família não é da escola.

Os monitores do Mais Educação são: Vinícius (estudante do 3º ano do Colégio ACM- Monitor da oficina de Matemática), Maria Cícera (estudante de Educação Física- Faculdade AGES- Monitora da oficina Rádio Escola), Terezinha (mãe de estudante do Colégio São João Batista- Monitora da oficina de Letramento), Núbia (ex-aluna do Colégio ACM- Monitora da oficina de Teatro) e Luís Filipe (ex-aluno do Colégio Ideal, monitor da oficina de Esporte e Lazer).

Para realizar esse programa, toda escola precisa da parceria da Secretaria de Educação, com o apoio da alimentação escolar e organização da estrutura, visto que muitas escolas não possuem espaço suficiente. O Colégio ainda está no aguardo de uma parede para dividir a sala de aula, ainda não aconteceu, então resolveu iniciar mesmo assim. As oficinas acontecerão em uma parte do auditório, no gramado e em uma sala improvisada. Ontem, 03,  foi o primeiro dia de aula do Mais Educação do CMSJB, essas aulas iniciam às 8h30 e se encerram por volta das 16h40

Um Comentário

  1. Jéssica disse:

    Esse programa é de muita importância para a educação publica. Mas eu creio que deveria ter um reforço familiar de conscientização para os pais, muitos por talvez não saberem a supra importância e os benefícios de um estudo, de uma informação, afinal conhecimento é algo que ninguém rouba. As creio que alguns pais poderiam estarem trabalhando, ou achar que essa reunião seria algo normal sem muito o que assomar, justamente por isso devemos chamar de certa forma a atenção dos pais, com sabedoria e entretenimento.


Publicidade