Jeremoabo: Cavalgada de São Jorge mais uma vez atrai milhares de participantes

Postado por Adalberto Moreno em 25 de abril de 2011

Como já prevíamos, a 5ª Cavalgada de São Jorge atraiu um número recorde de participantes. Começou  com o tradicional Forró no Curral, na área de concentração localizada na Fazenda Isabela

Como já prevíamos, a 5ª Cavalgada de São Jorge atraiu um número recorde de participantes. Começou  com o tradicional Forró no Curral, na área de concentração localizada na Fazenda Isabela, onde as pessoas se divertiram e dançaram ao som da Banda Zezinho da Ema e a Favorita do Brasil. Milhares de pessoas se divertiam enquanto aguardavam a saída da cavalgada, que aconteceu ao som do Trio Elétrico Arerê, Danielzinho e Forrozão Quarto de Milha, ditando o ritmo dos cavaleiros, amazonas e das pessoas que acompanhavam a pé ou esperavam o cortejo nas esquinas e praças. Impressionante também o número de carroças, tratores e veículos que fazem questão de marcar presença, mesmo sendo um evento específico para quem aprecia passeio a cavalo. O número de participantes foi tão grande que para percorrer o trajeto de aproximadamente 4 Km, entre o Bairro José Nolasco e a entrada da cidade,  levou cerca de 4 (quatro) horas.

Turma da panfletagem para o São João

Amigos fazem homenagem ao saudoso Tiago

Danielzinho no trio Areré

 

Conheça um pouco da história da cavalgada

O início das cavalgadas tem como ponto de partida a domesticação dos cavalos existentes, por toda a Europa e África, principalmente na região do Oriente Médio. No caso especificamente das cavalgadas, a prática do esporte está diretamente ligada à origem da raça do cavalo. As preferidas para cavalgada são os marchadores, Quarto de Milha e Mangalarga Marchador.

A evolução dos cavalos e suas respectivas espécies se deu com cruzamentos entre raças diferentes. Hoje as raças são definidas da seguinte forma: força, agilidade, docilidade, temperamento, porte físico, etc. Sendo que nas cavalgadas a preferência é para os animais mais dóceis, e com uma grande robustez.

No caso do Brasil, as cavalgadas foram introduzidas como esporte há pouco tempo com todo o crescimento do interior, trazendo muitos adeptos a essa atividade. Hoje os hotéis-fazenda e as agências de esporte de aventura já promovem passeios em todas as regiões do país. Sendo as cavalgadas de fácil acesso, o que deve se levar em conta é a estrutura envolvida na viagem, reparar se os cavalos são bem tratados e se as acomodações atendem suas necessidades.


Publicidade