A Gestão Ambiental da rodovia alerta para algumas medidas de segurança.

EstradaO longo período de estiagem deu uma leve trégua com a chegada da chuva no norte baiano. Com isso, o cuidado ao trafegar na BR-235/BA deve ser redobrado por conta da pista molhada, o que aumento o risco de acidentes. De acordo com o site do Clima Tempo, o período chuvoso segue até a próxima semana em alguns municípios da região. A notícia agrada a fauna e flora local, que necessitam de água para se manter, sobretudo na região de Juazeiro, onde o fenômeno é bastante esperado pela população.

Algumas medidas de segurança são fundamentais para evitar incidentes. São eles: redução de velocidade e manter maior distância do veículo da frente; acúmulo de água na pista pode provocar a ‘aquaplanagem’ – quando os pneus perdem o contato com o asfalto, por isso evite freadas ou mudanças bruscas de velocidade; fazer revisão periódica nos pneus, freios, limpadores e faróis do veículo; para ter melhor visibilidade use o ar-condicionado e o desembaçador elétrico traseiro ou abra um pouco os vidros para deixar o ar circular pelo carro; se houver pouca visibilidade em função de chuva ou neblina, pare e espere as condições do tempo melhorarem, caso possa fazer isso com segurança.

Em algumas cidades onde está situada a BR-235/BA, como Uauá e Jeremoabo, o clima seco da caatinga se beneficiou com a chuva. Nessas regiões a temperatura chega a 40 graus, desfavorável para as pessoas, assim como para os bichos. Segundo Igor Andrade, biólogo da Gestão Ambiental da BR-235/BA, os temporais são muito bem-vindos nestas áreas, principalmente porque as espécies migratórias e até mesmo aquelas que faziam um tempo que não eram registradas começaram a aparecer. Em contrapartida, os bichos ficam mais expostos a serem atropelados, uma vez que os carros ficam mais instáveis na estrada.

Da divisa da Bahia com Sergipe até a cidade baiana de juazeiro são quatro lotes em fase de implantação e pavimentação. O primeiro trecho tem 79,30 quilômetros, começa na divisa dos estados da BA/SE até a cidade de Jeremoabo-BA.

O segundo possui 77,60 quilômetros e liga Jeremoabo à Canché. O lote 4 tem 51 quilômetros e liga Uauá ao distrito de Pinhões. O lote 5, e último tem 75,40 quilômetros e liga o distrito de Pinhões à Juazeiro. O lote 3, total de 75 quilômetros, encontra-se asfaltado e liga Canché, passando por Canudos, a Uauá.

Fonte:www.br235.com.b


Publicidade