Casa de Sementes Crioulas é inaugurada em comunidade quilombola de Jeremoabo

Postado por Adalberto Moreno em 31 de maio de 2016

Em Jeremoabo as comunidades  Baixa dos Quelés, Viração e Jequiá foram selecionadas

QuilombolasA Casa de Sementes Crioulas foi inaugurada com a realização de uma grande festa que aconteceu no último domingo (29), na comunidade quilombola de Baixa dos Quelés.

Uma extensa programação marcou o dia de festividade que movimentou os moradores da comunidade quilombola. Logo cedo aconteceu uma partida de de futebol reunindo duas equipes do povoado e que terminou com a equipe I vencendo a Equipe II pelo placar de 3 x 2. Na Casa de Sementes foi proferido uma série de discursos sobre a importância do espaço que estava sendo inaugurado que contou com a presença de Sandoval da empresa Arcas, Jairo e membros da própria comunidade. Um grande forró marcou a inauguração simbólica.

Um dos responsáveis do programa na região, Sandoval representante da empresa Arcas, falou sobre a importância desse espaço para comunidade. “A Casa é um espaço coletivo onde as famílias podem colocar tudo em comum e tem objetivo de resgatar e preservar as sementes crioulas”, disse.

Sandoval explicou como é feita a forma de gestão. “Acontece um acordo de convivência onde é escolhida uma comissão local e é definida a forma de devolução das sementes pegadas emprestadas. No caso de Baixa dos Quelés, convencionou-se em 20% a devolução, ou seja, a cada litro solicitado é devolvido 1 litro e 200 gramas”.

O líder comunitário e agente de saúde, Arnaldo falou sobre a alegria desse dia. “Foi um momento oportuno e a comunidade se sente feliz e será, sem dúvida, importante para resgatar as sementes antigas”, disse. Em Jeremoabo três comunidades foram selecionadas: Baixa dos Quelés, Viração e Jequiá. A inauguração da Casa de Semente do Jequiá estava prevista para esta segunda, 30.05.

O Programa Sementes do Semiárido amplia a proposta de convivência com o Semiárido e apoia as famílias na sua prática de guardiães das sementes crioulas, selecionando as melhores sementes e as guardando para os próximos plantios. Cada comunidade vai definir o que deve estocar e o que deve ser adquirido com o recurso para cada banco ou casa de sementes. As sementes adquiridas poderão variar de alimentares (cultivos permanentes, anuais, destinados ao roçado, quintal, etc.), forrageiras, adubadoras, nativas, florestais, medicinais, podendo ser estocadas em forma de grãos, raízes, tubérculos, estacas, flores, folhas, cascas, etc.Com informações do www.jeremoabo.com.br


Publicidade