Jeremoabo-BA: Comunidades Quilombolas realizam festa da Consciência Negra

Postado por Adalberto Moreno em 26 de novembro de 2018

Várias atividades marcaram o dia da culminância da Semana da Consciência Negra

Dia Consciencia Negra 2018Por: Pedro Son

Mais um ano de muita celebração das comunidades jeremoabenses remanescentes de quilombos na culminância da Semana da Consciência Negra. Ontem (24.11) a cultura negra invadiu as ruas da cidade e do povoado Adriana, ponto das celebrações culturais.

O início foi com passeata pelas ruas principais, começando na Praça da Matriz, subindo pela Praça Cel. Antonio Lourenço onde aconteceu a primeira parada programada onde hoje é o Bar Frescão, exatamente no local onde antigamente existia um Mercado Municipal onde, inclusive, os negros eram comercializados, onde ocorreram orações, fala e danças. A segunda parada aconteceu na frente da Prefeitura Municipal, novamente com falas e danças.

Na Câmara Municipal, ponto final da passeata, aconteceu a Audiência Pública onde as comunidades apresentaram as reinvindicações de suas comunidades para os poderes constituídos. Na mesa, o Presidente do Conselho Municipal de Comunidades Quilombolas, Zé Romildo; o Prefeito Municipal, Deri; o Presidente da Câmara, Bino; a Deputada Estadual, Fátima Nunes; a representante da SERIN do Governo do Estado Anabel; o vereador Antonio Chaves; o chefe de Gabinete do Deputado Walmir Assunção, Tássio; o Secretário Municipal de Educação, Altemiro Martins; a Secretária de Assistência Social, Albertina; o representante MST, Márcio; o representante ARCAS, Zé Pequeno e o representante AGHENDA, Otaciano, que ouviram atentamente todos os pedidos, desde Postos de Saúde e Quadras de Esporte a alocação de Coordenador Exclusivo da Secretaria de Educação para o movimento quilombola. Na Câmara ocorreram ainda algumas manifestações culturais como poesia com Antonio Poeta e Joseane; danças com João Maria e Luzia e Ingrid e Guilherme, além do Hino de Jeremoabo e uma música feita par ao evento por Ana Rosa. Eu (Pedro Son) ainda fiz uma explanação histórica sobre a formação do povo jeremoabense através do negro.

Pela tarde as comunidades foram para o povoado da Adriana onde aconteceu a celebração religiosa com o Padre Ramos, muita celebração cultural com as comunidades fazendo apresentações diversas e foi encerrado o evento com o som de Guega sanfoneiro, Luis da Pisadinha e Anjos Sertanejos.

Vale destacar que a programação foi uma realização do Conselho de comunidades Quilombolas e teve apoio da Prefeitura Municipal que também teve stands da Secretaria de Assistência Social e unidade móvel de odontologia no povoado. Tudo de acordo com a Lei Municipal 438, de 2014, de iniciativa popular das comunidades que impõe o auxilio do poder público para realização do evento.

Fonte: www.jeremooabo.com.br


Publicidade