Jeremoabo: Júri absolve ex-guarda municipal

Postado por Adalberto Moreno em 5 de setembro de 2014

Dr. Antonio Henrique implementa uma quantidade de júris jamais visto em nossa Comarca

Juri ilustO Tribunal de Júri da Comarca de Jeremoabo esteve reunido nesta quinta-feira (04.09) para mais uma sessão de julgamento. Na cadeira dos réus estava Genário da Silva, acusado do crime de homicídio simples ocorrido no dia 10/10/1999, numa vaquejada na Faz. Várzea Grande no município de Jeremoabo (BA). Segundo apurado, os guardas municipais faziam a segurança da festa, totalmente inadequado visto tratar-se de festa privada e deslocado das verdadeiras funções da corporação, onde a Polícia militar não estava presente, e foram chamados para apaziguar uma confusão que envolvia as pessoas de José Luiz, Edson e Rogério. Acalmada a confusão, o José Luiz, insatisfeito pela intervenção começou a provar os guardas-municipais atingindo-os com palavras fortes, motivo que levou Genário a atracar-se com o provocador que recebeu auxílio de Rogério que entrou em luta corporal com Jeferson, um dos guardas. Buscando salvar o companheiro, Genário disparou dois tiros, um atingindo Edson no pé e outro atingindo Rogério que veio a falecer. A acusação do Ministério Público, que atuou com o Dr. Carlos Augusto Machado de Brito, defendeu a tese de homicídio simples e o advogado de defesa, Dr. Manuel Antonio de Moura, defendeu a tese de legítima defesa. O Conselho de Sentença adotou a tese da defesa e absolveu Genário das acusações.

O júri foi presidido pelo Juiz Dr. Antônio Henrique da Silva e no dia 23 de setembro teremos mais uma sessão de julgamento.

Fonte www.jeremoabo.com.br


Publicidade