As informações ainda são extraoficiais

Por Adalberto Moreno

Um policial militar e dois ciganos morreram entre noite de ontem, 02, e a madrugada desta sexta-feira, 03, na cidade de Jeremoabo-BA. As primeiras informações dão conta que após um desentendimento entre o policial militar identificado como José Bonfim Lima, mais conhecido como Policial Bonfim e um cigano, resultou na morte de ambos. O cigano Lwillys Messias da Silva, 24 anos, baleado pelo soldado ainda chegou a ser socorrido pelos companheiros ao Hospital Municipal de Jeremoabo, de onde foi transferido para o Hospital Nair Alves de Souza em Paulo Afonso-BA, mas ao chegar no Povoado Km 40, no município de Santa Brígida-BA a ambulância foi interceptada por homens armados e o cigano ferido acabou sendo executado.

Policial - Bonfim

Policial – Bonfim

Durante toda noite a movimentação foi intensa na cidade, com várias viaturas em deslocamento e muitos tiros disparados, sobretudo na Rua do Canal, onde aconteceram as primeiras mortes.

A notícia de que ciganos estariam se deslocando de outras cidades para dar apoio aos familiares teria motivado a solicitação do reforço de várias guarnições das Polícias Militar, Civil e Rodoviária Federal.

Já na madrugada desta sexta-feira, 03, outro cigano, não identificado foi baleado em confronto com polícia, sendo socorrido ao Hospital de Jeremoabo, onde já chegou sem os sinais vitais.

Outros ciganos suspeitos de participarem da execução do policial militar foram presos e apresentados nas delegacias das cidades de Euclides da Cunha e Paulo Afonso. Seis armas foram apreendidas, inclusive a arma tomada do soldado morto.

O clima na cidade é muito tenso. As autoridades policiais, até o fechamento da matéria ainda não haviam se posicionado oficialmente sobre o caso.

Os corpos foram recolhidos ao Instituto Médico Legal – IML de Paulo Afonso.

O sepultamento do policial Bonfim será amanhã às 08h00, no Cemitério São João Batista. O corpo será velado na residência dele, na Avenida Monsenhor José Magalhães, no Conjunto João Paulo II em Jeremoabo.

Os familiares dos ciganos ainda não divulgaram informações de onde serão velados e sepultados os corpos.

Armas apreendidas

Armas apreendidas

3 Comentário

  1. Eduardo Luiz Santana Cardoso disse:

    E com muita tristeza que vejo recrudescer a violência em nossa querida Jeremoabo, desencadeada por uma discussão de bar que resultou na perda desnecessária de vidas, um acontecimento trite e absurdo.

    • está tendo genocídio contra os cigano ceste policiais desta cidade tem fe corregedoria da Polícia Salvador tem de investiga este policiais como foi assasinado um cigano dentro ambulância cade os direitos humanos pois isso tem de ser em investigado pia opinião o juato não pagará pelo pegado não julgue um ciganos por todos atire a primeira pedra quem não e pegador deus ajude abencoe as pessoa de bem

      • Rodrigo disse:

        Primeiro tu vai aprender a escrever, depois tu pensa em defender essa raça ruim, tem que morrer tudo esses cigano, até tu tbm


Publicidade