Juiz nega pedido de Liberdade Provisória a agressor do caso Jeandro

Postado por Adalberto Moreno em 26 de outubro de 2011

RIBEIRA DO POMBAL – Através de seu advogado, o autor do atentado contra a vida de Jeandro, repórter da Folha Pombalense, que escapou da morte ao ser agredido no último dia, 20/08, por Erindino Macêdo, 25, formulou pedido de Liberdade Provisória, o que foi negado prontamente pelo Juiz da Comarca loca, Dr. Paulo Henrique, que da época do episódio, expediu mandado de prisão preventiva, o qual o réu cumpri até hoje.
O criminoso teria alegado falta de indícios de sua participação no evento que pretenderia por fim a vida do profissional da imprensa pombalense, porém obteve como resposta ao pedido, a afirmação do magistrado de que “há indícios veementes da participação”, e que “resta descabida a concessão da revogação da prisão preventiva.
“Cabe ao estado reprimir a onda de crimes que assola nossa região. O meio social não pode permanecer inseguro a partir da ocorrência de crimes como o relatado nos autos”, afirma ainda o Juiz de Direito, da Vara crime pombalense, em sua decisão. Para os familiares, “essa é a única resposta por parte da Justiça que traz tranquilidade e paz à todos da família”, disse um dos irmãos de Jeandro.

Fonte Folha Pombalense


Publicidade