Jeremoabo: Governo Federal deve mais de quatro milhões ao município

Postado por Adalberto Moreno em 24 de fevereiro de 2015

Confira também a relação de outros municípios da região

MunicipalismoNa Semana do Municipalismo, de 23 a 27 de fevereiro, a Confederação Nacional de Municípios (CNM) divulga levantamento atualizado sobre os Restos a Pagar (RAP). Atualmente, o governo federal deve R$ 35 bilhões aos governos municipais. Em meio à falta de recursos até mesmo para manter serviços essenciais, este dinheiro faz falta nos cofres de quase a totalidade das prefeituras brasileiras.

Muitos dos Restos a Pagar existem há mais de um ano. Do total que deve ser pago aos Municípios há concentração em três pastas: Ministério das Cidades, Ministério da Educação e Ministérios da Saúde. Juntos, eles correspondem a quase 70% do total de RAPs devidos aos governos municipais. No caso do MCidades, quase a totalidade está classificada como não processados. No MEC e MS são 74% e 58%, respectivamente.

Segundo a CNM, são estes os valores de restos a pagar que o Governo Federal deve a 15 municípios da região:

Jeremoabo R$ 4.795.033,58; Ribeira do Pombal R$ 4.632.363,89; Ribeira do Amparo R$ 1.489.099,12; Banzaê R$ 858.595,91; Cícero Dantas R$ 1.441.333,81; Caldas de Cipó R$ 1.123.879,88; Heliópolis R$ 1.201.955,62; Nova Soure R$ 2.325.409,28; Quijingue R$ 951.547,68; Tucano R$ 3.502.836,69; Euclides da Cunha R$ 7.035.347,57;  Fátima R$ 878.843,07; Adustina R$ 1.399.987,47; Itapicuru R$ 2.515.294,75; Olindina R$ 1.527.969,07.

Fonte: Blog do Joilson Costa


Publicidade