JEREMOABO AGORA

SITE DO FUTEBOL BAIANO, JOGOS AO VIVO, NOTÍCIAS

Noticias

Prefeitura e CPFL Piratininga iniciam projeto para reordenar fiação em postes de Sorocaba – Agência de Notícias

Fotos: Cíntia Avanzi – Secom

A Prefeitura de Sorocaba, por meio da Secretaria de Serviços Públicos e Obras (Serpo), e a CPFL Piratininga, apresentaram, nesta quarta-feira (3), o projeto de reordenação de fios soltos nas vias públicas. A reunião ocorreu no Salão de Vidro, localizado no andar Térreo do Paço Municipal, no bairro Alto da Boa Vista, com a presença de representantes das empresas de telecomunicações que atuam na cidade e utilizam a infraestrutura oferecida pela CPFL para distribuição de serviços.

A iniciativa é uma parceria do Poder Público junto à concessionária de energia, que será executada ao longo de cinco anos e com início no mês de agosto deste ano, atendendo, inicialmente, à região central da cidade. O serviço caberá às equipes das empresas, que vão reorganizar a fiação solta nos postes, para garantir mais segurança pública, diminuir o número de ocorrências de fios soltos e melhorar a eficiência energética.

A ação tem como base a Lei Municipal nº 12.993/ 2024, que trata da obrigatoriedade das empresas e concessionárias que fornecem energia elétrica, telefonia fixa, banda larga, televisão a cabo ou outro serviço, via rede aérea, a consertar ou retirar de postes a fiação excedente e sem uso que estão sob a responsabilidade delas.

Durante a reunião, a equipe da CPFL Piratininga apresentou os padrões técnicos e requisitos exigidos para o compartilhamento de infraestrutura. Atualmente, a concessionária administra 72 mil postes, com a participação de 63 empresas cadastradas, tendo como expectativa regularizar mais de 5 mil postes em 2024.

A CPFL Piratininga será responsável pelas inspeções diárias, acompanhamento dos serviços nos trechos definidos e fiscalização. Os técnicos da concessionária estarão encarregados identificar possíveis irregularidades por parte das empresas e emitir notificações, com prazo de até 10 dias para regularização das pendências.

Além da Serpo, a apresentação do projeto contou com a presença de representantes de outras secretarias municipais, como de Mobilidade (Semob), da Fazenda (Sefaz), do Meio Ambiente, Proteção e Bem-Estar Animal (Sema), de Planejamento e Desenvolvimento Urbano (Seplan), Jurídica (SEJ), Ouvidoria Municipal e da Urbes – Trânsito e Transportes.