Bahia 1 x 0 Sport – Tricolor vira o vice-líder da Série B


Bahia 1 x 0 Sport – Tricolor vira o vice-líder da Série B

Bahia não joga bem, mas vence o Sport, passa o Vasco e assume a vice-liderança da Série B. Mas quem está na liderança e sobrando é o Cruzeiro, que ganhou outra

O resultado deu ao Bahia a condição de saltar da terceira para a segunda posição, ultrapassando o Vasco, que é o único invicto

Categorias: Futebol Brasil

Por: Agência Futebol Interior, 08/06/2022

Festa na Fonte nova com Jacaré. Foto: Felipe Oliveira.

Salvador, BA, 8 (AFI) – O Bahia assumiu a vice-liderança do Campeonato Brasileiro da Série B ao vencer o Sport, por 1 a 0, nesta quarta-feira à noite, na Arena Fonte Nova, em Salvador (BA), pela 11.ª rodada. Esta foi a sexta vitória do Tricolor na condição de mandante, mantendo os 100% de aproveitando diante de sua torcida. O Bahia, desta vez, não jogou bem, mas ganhou o clássico nordestino com um gol de Vitor Jacaré aos 32 minutos do segundo tempo.

O resultado deu ao Bahia a condição de saltar da terceira para a segunda posição, ultrapassando o Vasco, que é o único invicto. Os baianos agora têm 22 pontos, um a mais do que os cariocas. O Sport, mesmo perdendo, se manteve dentro do G-4 – zona de acesso – com 18 pontos, um na frente do Grêmio, em quinto com 17. O líder disparado é o Cruzeiro, com 28 pontos.TORCIDA ESPERAVA MAIS…

A torcida que lotou as arquibancadas – mais de 27 mil pessoas – esperava um primeiro tempo intenso, bem disputado, mas acabou se decepcionando. Principalmente com a fraca produção do Bahia que errava passes no meio-campo e não conseguiu chegar ao ataque em boas condições para finalizar.

Sem isso, passou a abusar dos levantamentos para a área do Sport, facilitando o trabalho da defesa pernambucana, a melhor da Série B, ao lado de Cruzeiro e Grêmio, com quatro gols sofridos. O Bahia ainda tentou dois ou três chutes de longe, mas sem sucesso.MELHOR CHANCE

Mesmo bem posicionado em campo, o Sport tinha claramente o objetivo de não sofrer gol. Quem sabe para tentar um gol num contra-ataque. Esta chance apareceu, mas foi desperdiçada por Giovanni, ainda aos 17 minutos. Ele recebeu sozinho na grande área, fez o drible em cima de Luiz Otávio e bateu de chapa. Mas pegou mal e isolou a bola por cima do travessão.

O panorama não mudou no segundo tempo. O Bahia sem criatividade e o Sport ‘consumindo’ o tempo para não sofrer gol. A estratégia do visitante deu certo porque, aos poucos, os jogadores do Bahia foram se cansando. Só mesmo se algum lance isolado definisse o jogo. E foi o que aconteceu aos 32 minutos.HOMEM DO JOGO

Jacaré fez a festa do Bahia. Foto: Felipe Oliveira

Aos 22 minutos, Vitor Jacaré tinha entrado em campo no lugar de Matheus Davó, que sentiu uma lesão e pediu para sair. Dez minutos depois da troca, saiu o gol. O atacante recebeu a bola de fora da área, deu um drible por cima da bola em Bruno Matias e chutou de perna esquerda, surpreendendo o goleiro Mailson. A bola passou rente à trave direita, sendo amortecida pelas redes. O Sport ainda reclamou de uma possível falta dentro da área, de Rodallega em cima de Sabino. O VAR, porém, confirmou o gol e ‘liberou’ a festa da torcida tricolor.

Daí até o fim do jogo aconteceu o esperado. O Sport tentou o empate na base do desespero, mas não conseguiu. A festa ficou para os jogadores do Bahia junto à torcida.PRÓXIMOS JOGOS

No fim de semana acontece a 12.ª rodada. O Bahia vai enfrentar o Operário, sábado, às 19 horas, em Ponta Grossa (PR). O Sport vai atuar em Recife (PE), diante do Grêmio na segunda-feira, às 20 horas, fechando a rodada.

FICHA TÉCNICA

Bahia 1 0 Sport Fase: Único Rodada: 11ª Data: 08/06/2022 Hora: 9:30 pm Arbitro: Bráulio da Silva Machado (SC) Estádio: Arena Fonte Nova Público: 27.343 pagantes Endereço: Salvador (BA) Renda: R$ 639.672,00 Cartões Amarelos: Bahia: Rodallega, Patrick de Lucca, Daniel e Emerson Santos Sport: Sander e Pedro Naressi GOLS: Bahia: Vitor Jacaré 32’/2T Bahia

Danilo Fernandes; Douglas Borel, Luiz Otávio, Didi (Gabriel Xavier) e Djalma Silva (Luiz Henrique); Patrick de Lucca, Lucas Mugni (Emerson Santos) e Daniel; Rildo (Raí Nascimento), Rodallega e Matheus Davó (Vitor Jacaré).

Técnico: Guto Ferreira Sport

Mailson; Ewerthon, Rafael Thyerre, Sabino e Sander; Fabinho (Pedro Naressi), Bruno Matias (Ronaldo Henrique), Thiago Lopes (Bill), Giovanni (Parraguez) e Luciano Juba; Kayke (Vanegas).

Técnico: Gilmar Dal Pozzo

Confira também:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *