Netflix entra de vez ao mundo dos games com novo recurso – Jornal Correio

Está cada vez mais claro que a Netflix está diversificando seu ramo de atuação, e pouco a pouco a companhia vem investindo no mundo dos games, testando diversas alternativas para atrair este público que é um dos maiores da indústria do entretenimento. Dessa forma, a companhia de streaming anunciou que irá testar um novo recurso, chamado inicialmente de gamertag, que tem como intuito traçar os perfis de público que acessam a plataforma.

Com isso, a empresa de streaming espera não só associar o seu produto cada vez mais aos jogos, como também idealiza incorporar recursos para desenvolver um serviço mais social. Já que com o gamertag, os usuários poderão utilizar um nome ou apelido nos títulos e aderir a games multiplayer sem precisar expor seu ícone de perfil ou nome cadastrado na plataforma. 

Ademais, a novidade também deve permitir que o usuário encontre seus colegas a partir dessa identificação pública, facilitando também que ele interaja com outros indivíduos. Segundo as informações reveladas pelo TechCrunch, a empresa também já começou a desenvolver um recurso que irá permitir que os players convidem uns aos outros para entrarem em um jogo, assim como uma nova ferramenta que irá exibir uma lista de jogadores online.

Além da gamertag, a Netflix anunciou neste mês que já está construindo um estúdio de jogos mobile, que terá como principal finalidade desenvolver títulos para a Netflix Games. O estúdio está sendo construído em Helsinki, Finlândia, e apesar de ser o primeiro inteiramente desenvolvido pela empresa, ele será o quarto estúdio interno da Netflix, já que anteriormente o streaming adquiriu o Night School Studio, Next Games e a Boss Fight Entertainment.

Com essas novidades, fica claro que a empresa deseja entrar com tudo no mercado de jogos, ainda mais com a grande concorrência que eles têm enfrentado no âmbito do streaming. No entanto, apesar de ser bastante democrática, a indústria dos jogos é tão competitiva quanto qualquer outro setor do entretenimento, e a Netflix não terá vida fácil para dominar esse mercado como fez por anos no streaming.

No Brasil, por exemplo, uma vertente dos jogos que têm conquistado uma boa parcela do público é o iGaming, que aqui são representados principalmente pelos melhores cassinos ao vivo, plataformas online que permitem que o público experimente uma experiência de jogatina semelhante à dos grandes estabelecimentos, só que na tela do computador e celular. Isso com as vantagens do jogador não precisar sair do país para ter direito a algumas horas de diversão premiada, tendo acesso a um amplo catálogo de jogos a um preço bastante acessível.

Adeus Stadia

Enquanto a Netflix está tentando aumentar sua atuação no mercado dos games, o Google está se afastando dessa indústria. Em um comunicado realizado em seu blog oficial, a companhia revelou que irá dar fim ao serviço gaming Stadia, plataforma de jogos na nuvem que sempre foi bastante problemática para a empresa. Segundo o Google, o Stadia ficará ativo apenas até o dia 18 de janeiro de 2023.

A empresa ainda revelou que irá reembolsar todas as compras de hardware referentes ao Stadia feitas no Google Store e devolverá os valores gastos pelos jogadores na aquisição de jogos e outros conteúdos. Segundo a companhia, a expectativa é de que todos os reembolsos sejam realizados até meados de janeiro do ano que vem.

Na nota liberada no blog, Phil Harrison, vice-presidente do Google Stadia, comentou sobre o encerramento do serviço, e apontou que apesar dos esforços da companhia em melhorar o produto, ele não teve uma demanda significativa do público amante de games. “Embora a abordagem do Stadia sobre streaming de jogos para consumidores tenha sido desenvolvida em uma forte base tecnológica, ela não ganhou a força com os usuários que esperávamos, então tomamos a difícil decisão de iniciar o encerramento do nosso serviço de streaming Stadia”, disse o executivo.

Este conteúdo não reflete nem total nem parcialmente a opinião do Jornal Correio e é de inteira responsabilidade do autor.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *