CBF muda critérios de classificação para Copa do Brasil e São Paulo deve ter 6 vagas em 2024


CBF muda critérios de classificação para Copa do Brasil e São Paulo deve ter 6 vagas em 2024

As federações ficarão com 80 vagas no total, distribuídas de acordo com o ranking da CBF

Categorias: Futebol Brasil

Por: Agência Futebol Interior, 26/12/2022

Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Campinas, SP, 26 (AFI) – Junto com o regulamento da Copa do Brasil 2023, a CBF também definiu os critérios de classificação para a edição de 2024. A grande novidade é que não serão concedidas mais vagas pelo Ranking Nacional de Clubes (RNC).

Serão dois critérios de classificação. Doze vagas serão dadas aos classificados para a Libertadores 2024, os campeões da Copa do Nordeste, Copa Verde e Série B de 2023, e outros clubes da Série A 2023 para completar as 12 vagas.

As outras 80 vagas serão via federações, exceto se já tenham cumprido o primeiro critério. As vagas serão distribuídas de acordo com o posicionamento de cada federação no Ranking Nacional de Federações (RNF) de 2024. Atual líder, São Paulo deve contar com seis representantes, assim como o Rio de Janeiro.

EXIGÊNCIAS DA CBF

A entidade ainda colocou mais algumas regras para que cada federação defina seus representantes. No caso de São Paulo, que contará com seis vagas, três devem ficar com os melhores do estadual. Apenas as outras três poderão ser passadas para outra competição, como acontece com Copa Paulista e Troféu do Interior, agora chamado Taça Independência.

“Nos Estados que tenham direito a 6 (seis) vagas, 3 (três) vagas deverão ser obrigatoriamentedirecionadas aos 3 (três) clubes melhores colocados na classificação final do respectivo campeonato estadual da principal série ou divisão, de acordo com a ordem de chamada acima, e as 3 (três) últimas vagas poderão ser concedidas, a critério da Federação, aos clubesmelhores colocados na classificação finalde até 2 (dois) torneios seletivos ou equivalentes”, diz parte do regulamento da Copa do Brasil.

O torneio seletivo deve contar com, no mínimo, seis clubes, sendo quatro da primeira divisão estadual. A federação ainda terá que submeter o regulamento para aprovação da CBF com ao menos 60 dias de antecedência.

MUDANÇA NO REGULAMENTO DA TAÇA INDEPENDÊNCIA

A FPF colocou no regulamento que o melhor clube classificado no Paulistão e os três melhores da Taça Independência se classificariam para a Copa do Brasil. Entretanto, com as novas exigências da CBF, será preciso uma atualização.

Com as três vagas obrigatórias para o Paulistão, restam apenas duas para a Taça Independência, presumindo que uma vaga continuará com o Campeão ou vice da Copa Paulista.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *